Uauuu 2020 está ai …

ediii

Olha a minha virada de anoooo foi totalmente diferente, tinha planos de fazer vídeos, dar dicas do que fazer e não fazer na virada de ano, iria gravar um vídeo na contagem regressiva, masss…. A vida é uma caixinha de surpresas, nunca temos certeza de nada e muitas vezes somos pegos de surpresa. Eu passei o Ano Novo sozinha e sem marido.

Como as emoções influenciam nossas vidas e até a nossa virada do ano? Na última semana de 2019, eu já estava toda mole e sem compromissos no consultório, então me dei ao luxo de ficar em casa e não fazer nada, “mentira”, como uma boa virginiana, limpei, organizei e enrolei também. Na véspera do ano novo meu marido chegou em casa se lamentando que tinha ficado no escritório dele (sala em frente à minha) e tinha se sentindo muito sozinho.

Quando ouvi essa reclamação dele pensei: nossa ele se sentiu abandonado, as palavras dele refletiam um sentimento que o corpo processa, ele tem um cálculo renal do tamanho de 1cm, e no mesmo dia da reclamação, as dores começaram….

A nossa jornada em hospitais foi épica, meu marido recebia medicação venosa e melhorava a dor, mas quando ele chegava em casa a dor voltava ainda pior; pronto, entrou em um processo em que não conseguia mais ficar sem medicação na veia. Não possuímos convênio médico, mas, por sermos advogados, temos descontos em remédios e consultas particulares, mas não para uma internação, enfim, vivenciamos a saga de ficar procurando pronto socorro para interná-lo.

No dia 30 de dezembro o meu marido foi internado, e, passei a virada de ano sozinha em casa, muito triste e preocupada, porque sabia que ele teria que passar por uma cirurgia para remoção da pedra que estava alojada no rim esquerdo. No dia 01/01/2020 recebi uma ligação do hospital, mas antes da pessoa falar o motivo da ligação, se passaram milhões de situações pela minha cabeça, fiquei morrendo de MEDO, mas graças a Deus era para ir buscá-lo porque ele já estava melhor.

Fui buscá-lo no hospital e chegando em casa, por conta do MEDO de que passei me desencadeou uma dor terrível de enxaqueca; SIM, AGORA era eu que estava péssima….

Todos esses acontecimentos foram em decorrências de emoções do meu marido, represadas e não tratadas, tudo que está ligado aos rins está relacionado com o sentimento de se sentir sozinho, como se estivesse em um deserto, assim como a falta fluidez financeira, ou seja, o medo de faltar o pão de cada dia.

Minha enxaqueca era “MEDO”, a forma que vi meu marido mal, pensei no pior SIM, fiquei com muito medo de perder o meu companheiro, e muito triste em não estar com ele no hospital, e por não termos convênio médico. Mas a base deste texto é trazer à consciência que todos os pensamentos e sentimentos negativos serão absorvidos em nosso corpo e poderão manifestar-se através de doenças.

Sei que estou muito atrasada, mas desejo um ano novo repleto de muita saúde, o resto você corre atrás.

Rita Santos

Especialista em transformar vidas.

Publicado por

Way Master

Uma empresa voltada para o desenvolvimento pessoal utilizando: Hipnoterapeuta OMNI com certificação ISO 9001 Programação Neurolinguística Pnl avançada; Decodificadora Mente e Corpo; Analista de Perfil Comportamental - Disc; Master Coach; Reikiana; Palestrante.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s